4 de jul de 2012

Strange? Me?

Não é novidade que as pessoas me chamam de estranha. Acho até que a maioria no mundo dos blogs, cria justamente um blog para compartilhar as suas neuras, psicoses e estranhezas com as outras pessoas. Mas o fato, é que sempre tem um chato na sua vida que acaba descobrindo o seu blog e vindo comentar com você sobre ele. E vocês deviam ver a minha cara nessa hora. Fico constrangida, vermelha, sem saber que desculpa inventar e uma vozinha na minha cabeça fica dizendo "Sai daqui, idiota..." O que acontece, é que meu blog é muito pessoal. Falando assim parece até que é um diário, mas eu não tenho paciência para diário, até porque tem tanta coisa que acontece na minha vida que eu mal tenho coragem de "falar" sobre tal fato comigo mesma, quanto mais sair escrevendo pro mundo.

Me considero realmente diferente das outras garotas, não somente pelo fato de não ser tão vaidosa (mas isso não quer dizer que eu não me arrumo hein?), mas pelo fato de que não tenho tanto receio pelo que os outros vão pensar pelo que falo. Sou introvertida sim, mas quando faço amizade com alguém, esse alguém tem que aguentar todas as baboseiras que falo. Não ligo para o que as pessoas vão pensar do que falo, até porque minha melhor amiga é do meu jeito, e posso ter tido influência dela. Mas enfim, quando muitas garotas estão tentando conquistar um garoto, por exemplo, elas se preocupam muito com o que ele vai pensar, mas eu só digo uma coisa: naturalidade vai te fazer sentir bem melhor. 

Sou extremamente estranha, falo de pôneis, passo a maior parte do tempo livre numa aula por exemplo, lendo do que conversando, invento palavras e risadas, prefiro mil vezes um Alvo Dumbledore velho e sábio do que um mocinho sem camisa e sarado e se alguém ou algo me incomoda, critico esperando que ajude. Alguns até me acham grossa por causa disso, mas apenas sou realista. O que tá faltando nessa massa de pessoas hipócritas chamada sociedade é realismo. Tudo bem que sonhar de vez em quando e pensar pelo lado positivo não faz mal. Mas de vez em quando. Certa revista chamada Superinteressante (uma das minhas inspirações de neurose) constatou que estudos disseram que quem é feliz morre logo. Até que concordo de um certo modo, a felicidade não é concreta, não tem um ponto específico nem um fim, é constante. Continue lutando sempre, pare um pouco para admirar a vista mas volte para a batalha. Tenho agonia a certas pessoas justamente por elas serem felizes demais e felicidade em excesso é irritante. Pode dizer que pelo meu modo de pensar não tenho milhões de amigos, pode me chamar de antissocial, mas ainda tenho minha melhor amiga do meu lado: a minha opinião. E não, não sou antissocial, acho até que alguns dias sem contato humano enlouqueceria, afinal, para quem falaria minhas asneiras? Para a parede? Não né...

12 comentários:

Andy Reis Elcimar disse...

Te entendo completamente, as vezes passo pela mesma coisa!

Acesso Permitido.
Projeto Discipulando -Filipenses 4.11-13-

Jeniffer Yara disse...

"Sou introvertida sim, mas quando faço amizade com alguém, esse alguém tem que aguentar todas as baboseiras que falo." - Totalmente eu! haha'
Não sei se as pessoas me consideram estranha, mas no mínimo diferente, acho que sim, sou quase parecida com você em algumas atitudes e pensamentos e assim, te entendo muito bem sobre isso.

Beijos
Meu outro lado

Vitória disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitória disse...

Oown, Manu, adorei. Me identifiquei muito com algumas coisas. Beijos,
http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

Jason S. Krueguer disse...

Todos nós somos estranhos, não adianta falar que não, até os que parecem ser mais recatados são estranhos, só que as pessoas tem medo de serem rotuladas assim e por isso escondem quem são de verdade. E isso é triste, não devemos ter medo de sermos nós mesmos só por que alguém vai nos considerar anormal. E por falar nisso tenho uma pergunta que sempre vem a minha mente sobre o assunto: Quem decide o que é normal?
O anormal para você pode parecer normal para mim.
Ás vezes esquecemos o quanto somos diferentes uns dos outros.
Ótimo texto.
Abç

http://anotacoesdeumlouco.blogspot.com.br/

P.S.: Tambem morro de vergonha quando alguém vem comentar sobre meu blog comigo.

Ana Júlia disse...

Adorei o blog!
Muito fofo,adorei o texto eu sou estranha kk
http://ofthecupcake.blogspot.com.br

Juliana Bittencourt disse...

Acho que todo mundo é um pouco estranho para as outras pessoas , com exceção de mim que sou totalmente esquisita, seu texto me fez lembrar de minha amiga , quando estamos juntas somos bem estranhas , rimos de tudo , nos divertimos muito e as pessoas nos acham esquisita, mas isto só se torna um problema para quem liga para a opinião dos outros sobre você.

http://relembrandosonhos.blogspot.com.br/
muito lindo seu blog
xoxo, juliana

mush disse...

É tão bom ser estranho! Tem os níveis de estranhice, todos tem pelo menos um pouco... Eu estourei as bases. SUAHSUAHSAU
Beijos ♥

Conspirantes

Ҩ. luana oliveira ! disse...

Poxa vida, também me considero muito estranha.Como uma pessoa pode gostar de vaaaaaarias coisas ao mesmo tempo,tipo varias coisas mesmo como funk e sertanejo!
Beijoos & beeijos
www.paradateen1.blogspot.com !

Priscila disse...

Nossa, me identifiquei demais com o post. Também me considero estranha e não ligo pra isso, mas também não gosto que os conhecidos descubram meu blog e fiquem lendo minhas coisas, pois sempre tem aquele que vem comentar os posts com ar de troça, e isso me irrita demais. Se não compartilha dos meus gostos, tudo bem, mas o mínimo que espero é respeito ou simplesmente indiferença.

Pra mim é extremamente normal ser estranha, afinal é assim que sou feliz. Me encaixo perfeitamente também na descrição de me acharem antisocial, não acho que o seja, só seleciono bem com quem vou conviver...

Continue pensando assim e não ligue pra opinião dos outros mesmo, afinal pouco pode ela tem de influenciar nossas vidas significativamente.

Abraços <3

Manu disse...

Sou meio tão parecida contigo...É estranho.

As vezes tenho medo da solidão e outras a quero.


Nossa! Amo Linkin Park,Harry Potter,não gosto muito de usar salto e essas feminices talz. Me acho diferente sim. Acho que um diferente bom. :)

Que coisa! Meu apelido também é Manu! *-*
Seu blog é show:tem tudo que gosto.

Patriciaa_HunterSpn disse...

haha' q incrível! minha cópia nordestina shuashaushauhauhuh conheci hj o Blog e super me identifiquei com t-u-d-o xD adorei os posts guria (y)'

Postar um comentário

Só comente quando saber pelo menos 10% do post e escolha a opção "Nome/URL". Ah e não aceito selos/tags e nem parceria. Obrigada pela visita.