2 de mai de 2012

Escrever um livro, #comofaz?

Tumblr_m376pxkk8j1qf3gy5o1_500_large

Há alguns meses, no começo do blog, eu publiquei um post sobre esse sonho que muita gente tem que é ser escritor(a), se quiser conferir, clique aqui. Mas eu escrevi sobre futuro profissional como escritor e se vale a pena, se ganha dinheiro, como publicar um livro, etc. Só que muita gente parte pro profissionalismo sem antes verificar se suas histórias, poemas ou textos têm... digamos, coerência. Ou seja, muita gente acha que tá "abafando" com suas histórias quando na verdade nem sabe o que é um livro de verdade. 

Então foi pensando nessas pessoas, que separei algumas dicas básicas que podem ajudar a você, que tem imaginação para escrever e que com muita dedicação pode ter seu sonho realizado.

Inspiração é tudo
Sabe quando você é apaixonada por um certo livro de um certo autor? Por que não usar ele como base pra escrever sua história? Calma, imitar a história é plágio, tô falando de inspiração que é bem diferente. Se você admira o Rick Riordan (Escritor de Percy Jackson & Os Olimpianos) por exemplo, que tal criar uma história que tenha a ver com mitologia? Não grega, pra não ficar muito parecida, mas use heróis adolescentes, monstros, magos... enfim! Use tudo o que imaginar.

Defina o tema
Depois da inspiração, vem o tema. Se você vai escrever sobre mitologia, como eu falei, acho que esse tipo de história não fica muito bom no Brasil, então escreva sobre outro país, o bom é que você aprende novas culturas e costumes! Já se você quer escrever romance, fique à vontade para escrever uma história brasileira.

Narrador observador ou personagem?
Narrador observador é quando você mesmo narra a história, quando você não participa, é um personagem inexistente, apenas está lá para narrar os fatos, ou seja, a história é feita em 3ª pessoa (Ele/ela). Já narrador personagem, é um personagem existente na história que narra os fatos, geralmente é o protagonista, como por exemplo em Jogos Vorazes, que é a Katniss quem narra tudo. Ou seja, a narração é feita em 1ª pessoa (Eu). Vale levar em conta o tipo de história para definir o narrador, por exemplo, se você vai contar a história de um adolescente com conflitos internos que gosta de expor sua opinião na história, opte pelo narrador personagem.

Bom português e acentuação correta
O que estraga totalmente uma história - sendo Fic ou não - é o uso de gírias e os erros de português no texto. Quando digo bom português, quero dizer português impecável mesmo. Para o texto ficar com um ar mais culto, pesquise sinônimos de palavras mais populares e as deixe mais incomuns. Use os acentos de forma correta, sempre com vírgula em pausas curtas, pontos finais, itálicos e aspas em pensamentos e nomes de marca, etc. E o mais importante, lembre-se dos sinais para expressar falas, que são: Travessão (-) ou aspas ("").

Caracterização e aparência
Para a imaginação do leitor aflorar, caracterize o máximo tudo que puder. Use cores, texturas, cheiros e em aparências diga a cor dos lábios, dos olhos, o cabelo e a roupa. Além disso, caracterize a personalidade dos personagens fazendo uso de comparações.

***

Espero que tenham aproveitado as dicas, e a mais importante de todas: pratique! Eu por exemplo, tenho vários contos incompletos e não-terminados no Word e até mesmo em cadernos velhos. Nunca prenda suas ideias, sempre vá começando as histórias e quem sabe um dia você publica todas? 

1 comentários:

mari araújo disse...

O meu livro de português dá essas dicas como narrativa, foco narrativo, descrição, tempo e espaço. Eu amo escrever.
http://ladyalen.blogspot.com

Postar um comentário

Só comente quando saber pelo menos 10% do post e escolha a opção "Nome/URL". Ah e não aceito selos/tags e nem parceria. Obrigada pela visita.