11 de ago de 2012

E os estereótipos continuam...

Hahahaaa_4feeb1d4e087c374cc000e2e_large
Nessa sociedade de hoje só é aceito um certo grupo dominante, aquele de pessoas extrovertidas, que têm milhares de amigos, que saem para festas, que não têm medo de ser feliz... mas e o resto? O resto está lá, cheio de pessoas com interesses próprios, que não saem tanto para festas, que não têm uma vida social tão saudável, entre outras coisas peculiares. E entre esses grupos distintos, uma coisa passeia entre eles, chamada preconceito. E preconceito leva a estereótipos.

Ser uma pessoa estereotipada, nada mais é que olhar para uma pessoa e ver de cara um estilo que a sua mente formulou que é. Falo isso por experiência própria, afinal, estou cansada de pessoas me chamando de emo só porque uso casacos pretos, ando com fones de ouvido, tenho uma franja longa e ouço rock. Claro, porque eles devem pensar que se eles ouvem axé, eu devo ouvir também.

Uma coisa eu te digo: ser feliz dói, e dói bastante. Você tem que deixar de lado a opinião do povo e nem sempre você consegue. Tem que tentar disfarçar as suas manias, porque se as deixa evidentes é tachado de emo, drogado, patricinha, entre outros nomes (parágrafo inspirado no texto da Mia). Por exemplo, quando vou comer, odeio que os alimentos se toquem no prato, acho nojento, e quem vê diz que sou uma pessoa cheia de frescuras.

Se você defende as teorias de Einstein, é pagão, se fala muito sobre Deus, é religioso obcecado. Se você ouve Queen ou The Beatles lá vem um chato dizer que ouve "banda de velho". Se você admira um romance puro e inocente, é uma virgem mal amada. E sim, eu odeio Crepúsculo, mas acho que essa coisa de chamar os fãs de virgens idiotas não é coerente, não é porque uma pessoa é virgem que é idiota ou não é porque uma pessoa é romântica e sonhadora que é virgem. Mas hoje em dia as pessoas banalizaram isso, está presente em todos os lugares, nas músicas por exemplo - seja implícito ou explícito. Se você quer ou vive um romance puro, você é babaca. 

E é por isso que a taxa de pessoas depressivas está subindo, porque nem todo mundo é forte o bastante para lidar com esse tipo de gente que só vive acerca de uma função: humilhar os outros. Não vim falar aquela velha frase clichê "Todo mundo é igual por dentro" porque ninguém é assim, não mesmo. Todo mundo é tão diferente que isso gera briga, inveja, raiva e ódio, está tão difícil viver nesse mundo hoje em dia, que muita gente não aguenta.

9 comentários:

Carol disse...

Que texto perfeito, sério! Eu penso a mesma coisa, temos que esconder quem realmente somos só para tentarmos ser "normais"? O mundo está recheado de pessoas ignorantes que gostam de julgar que é diferente e tem opinião própia. Esse texto está perfeito, parabéns!

Duda Almeida disse...

Adorei o texto, e concordo plenamante. Mas, sabe de uma coisa? Estou nem aí pro que os outros acham, sou feliz e ponto, haha. Adorei o lay, viu?
Beiijos:)
http://cartasp-voce.blogspot.com.br/2012/08/desistindo-de-voce.html

Lari. disse...

Super verdade tudo o que você escreveu, principalmente no final, que ninguém é igual nem por dentro. É incrível como algumas pessoas se negam a acreditar que, se fôssemos todos iguais, a vida não teria a menor graça!

Beijos ♥ Jeito Único

Sonhos Pré-Concebidos disse...

Olá! uma graça o seu blog *-* já conhece o nosso blog? ficaremos super felizes se der uma passadinha lá! ficamos um tempo sem atualizar mais voltamos! estamos seguindo!
-
Blogs Sonhos Pré-Concebidos

Becky disse...

adorei o teexto (: concordo total, cara. Queria esfregar esse teu texto na cara do pessoal da minha escola -q
xo,
its-becky.blogspot.com

Adália Sá disse...

Falou tudo Manu! Esses dias essas coisas vem me atacando com ainda mais força. Umas três pessoas já me chamaram de patricinha metida no meu blog, e teve uma até que me chamou de racista (vê se pode?) Eu simplesmente tô de saco cheio disso, e o pior é que não podemos fazer nada a não ser deixar pra lá. Creio que pessoas assim sempre vão existir e isso será sempre um desafio para sermos que somos de verdade.
Mais uma vez, adorei o texto. É por essas e outras que sua opinião sempre sai nos debates do CB.
Kissus

Cherry Bomb || Fanpage

Juliana Guedes disse...

As pessoas tem que parar com essa mania de querer rotular tudo como se rotulasse um produto.
As pessoas tem que serem o que são desde que não inflija ao próximo podem fazer oq ue bem entenderem.
Amei o texto.
Beijos^^

Paola Groisman disse...

Eu na verdade tenho quase os mesmos problemas, mas não vou deixar de ser feliz por causa disso. Eu vou com a minha cabeça erguida, se eu tiver que falar eu falo, faço tudo, só não deixo de ser eu simplesmente porque os outros querem.

Amei o texto, parabéns.

Jason S. Krueguer disse...

Estereótipos só servem para criar confusão e vergonha na cabeça das pessoas, realmente não sei qual a necessidade que uma pessoa tem de ficar rotulando os outros... para parecer melhor talvez?Ou fazer sua existência na grande maçã ter algum sentido...
Mas enfim, são coisas completamente inúteis que nos impedem muita das vezes de conhecer pessoas que são interessantes e com coisas legais a dizer.
Gostei do seu texto!
Abç

A Draft Box

Postar um comentário

Só comente quando saber pelo menos 10% do post e escolha a opção "Nome/URL". Ah e não aceito selos/tags e nem parceria. Obrigada pela visita.